OVERNIGHT OATS OU AVEIA DE UM DIA PARA O OUTRO

 

Setembro chegou e com ele a vontade de fazer acontecer, de renovar, começar de novo. Para muitos simboliza tudo isto. Para mim, apesar de sentir com maior intensidade esta altura do ano, talvez ainda mais do que o virar do ano, é um continuar da vida que entretanto pausei e para a qual tenho que me forçar a reentrar. Saí e quando voltei parece que nem cheguei a sair! É uma sensação estranha, não sei se boa ou má.

A verdade é que a primeira semana depois das férias é sempre difícil, pelo menos para mim. Depois o corpo habitua-se e a coisa dá-se. Para já ainda estamos nessa rentreé lenta e saudosa, a lembrar as coisas boas que fizemos nas férias e as que não chegamos a fazer - ainda não comi figos este ano!!
Tentámos aproveitar todos os minutos e todos os segundos destas férias e os pequenos-almoços em família são representação disso mesmo.

Gosto tanto dos pequenos-almoços tomados com calma, com companhia e com a luz acolhedora das manhãs de Verão. Nada me faz mais feliz do que as coisas simples da vida!


Adoro uma boa manhã de férias! Um começo de um novo dia. Uma nova página em branco da nossa vida. E uma oportunidade para preenchê-la com coisas que nos fazem sentir vivos.

Há algo realmente mágico sobre as primeiras horas da manhã. Aqueles momentos preciosos e serenos que acontecem pouco antes de o ruído do mundo exterior entrar no nosso dia, são algo que todos nós deveríamos aprender a celebrar.

A receita de overnight oats ou aveia de um dia para outro, traduzindo livremente, é um das minhas preferidas para os pequenos-almoços de férias de Verão (mas também é ótpima, para os dias em que andamos a correr de um lado para o outro). 
 

OVERNIGHT OATS

120 gr de iogurte grego natural
60grs de aveia grossa
2 colheres de sopa de bebida vegetal  
Xarope de agave ou de ácer
Cacau em pepitas
1/2 pêssego

Na noite anterior, juntei, numa tigela, um pote de iogurte com a aveia e cerca de duas colheres de sopa de bebida vegetal de amêndoa. Misturei bem e coloquei no frigorífico para descansar durante a noite.

 Normalmente a medida que uso para me guiar é mais ou menos o rácio de 2:1, ou seja, duas medidas de líquidos para uma de secos mas vai sempre depender da consistência que se prefere, por isso podem juntar mais ou menos líquidos. Eu prefiro uma consistência que não seja muito liquida nem muito densa, e há que ter em consideração que durante o tempo de descanso em que fica no frigorífico no período da noite, engrossa bastante porque a aveia absorve grande parte do liquido.

De manhã retirei do frigorífico, cortei meio pêssego aos cubos, polvilhei com pepitas de cacau e salpiquei com xarope de agave para adoçar um pouco. 

E porque as combinações são infinitas, também podemos juntar outras coisas boas. Como fiz esta manhã, por exemplo, com uma colher de sobremesa de sementes de chia, que juntei ao preparado da noite anterior (para lhes dar tempo de inchar), uma maçã pequena cortada aos palitos, mirtilhos, sementes de abóbora e pinhões.





Sem comentários:

Enviar um comentário

FOLLOW @FEDRA_F