CAFÉ DE CAFETEIRA - O MEU PREFERIDO


Quem não gosta de beber uma chávena, bem quente de café? Para quem opta por beber café em casa, em vez das coffee shops da moda, não é obrigatório ter uma máquina de café xpto. Antes das máquinas automáticas de café expresso, que actualmente se encontram por todo o lado, já existia tudo um mundo, acessível e tradicional dedicado ao café. 

É verdade que não é, exactamente a mesma coisa que um café expresso de máquina, mas a cafeteira tem aquele charme, o sabor é  especial, elegante e é tão eficiente na sua simplicidade.

O café é feito usando a pressão natural do vapor que força a água a sair através de um filtro. A cafeteira tem água na câmara inferior e o café, finamente, moído é colocado num filtro que fica directamente acima da água. Uma vez colocado no calor, cria-se o vapor, forçando a água através do filtro e assim nasce o café de cafeteira, que normalmente é um café forte.

Prefiro comprar o meu café, a peso, em lojas da especialidade, apoiando o comércio local. Ir à loja do café é toda uma experiência sensorial. O cheiro intenso a café, as conversas e conhecer os métodos dos antigos, é o que mais gosto. Apesar de ser possível moer o café na loja na hora da compra, gosto de trazer também em grão e moer o meu café em casa. 

Prontos para começar a, adorar, fazer café de cafeteira?



CAFÉ DE CAFETEIRA 


Café em grão ou moído
Moedor de café
Cafeteira
Água
Fogão

Começo por encher a câmara inferior da cafeteira com água fria até chegar abaixo da válvula - a válvula é uma pequena saliência, que se encontra na lateral da câmara inferior da cafeteira. O excesso de água vai acumular o café e afectar o sabor, então será bom não usar água a mais. 

Os grãos de café devem ser moídos  numa consistência fina, mas não deve ser demasiado moído, pois pode obstruir o equipamento - podem optar pelo café pré-moído na loja, escolhendo a moagem especifica para este fim.

Coloco o funil e encho com café. Não se deve apertar/calcar o café e é importante verificar que não há café nas bordas do funil e no compartimento de baixo. Aperto firmemente a parte superior da cafeteira na base. 

O tamanho do bico do fogão onde vai a cafeteira, deve ser, o mais possível, do mesmo tamanho que a parte inferior do aparelho. No fogão a gás, a chama não deverá ser maior do que o fundo da cafeteira.

Vai ao calor até que a água ferva e o café comece a sair do poste do centro. Isto é feito sem pressas - para extrair o sabor completo do café, o lume deve estar brando para a cafeteira aquecer lentamente. Se a chama estiver muito alta, o café pode ficar queimado.

Aguarda pelo som que a cafeteira vai emitir durante este processo, sinalizando a hora de desligar o lume.

Quando a parte superior estiver cheia de café, retirar do fogão. Uma espuma castanha avelã aparece alguns segundos antes do café estar completamente feito.

Servir o café numa chávena ou copo e ta-dam! É maravilhoso!



Em tempos trabalhei como barista e talvez por isso goste de um café bem feito. Na altura aprendi muitas coisas giras sobre o café e a fazer algumas bebidas, pirosas, mas deliciosas como o moka latte, por exemplo.

Para fazer um moka latte, usando café da cafeteira, aqueço um pouco de leite num púcaro de aço inoxidável até que ele ferva e depois crio espuma usando uma varinha própria para fazer espuma, como esta aqui. Deito a espuma de leite sobre o café expresso e voilá, sai um moka latte!

Sem comentários:

Enviar um comentário

INSTAGRAM