VAMOS FAZER HUMMUS?


Porque não viajar através da comida e pelos sabores do mundo, a partir de casa. Ideia linda e romântica, que alguém com pensamento positivo partilhou comigo e que me fez relembrar que devemos aproveitar e gozar o que a vida nos oferece, viver as pequenas coisas como de gigantes se tratassem e sermos assim a melhor versão de nós próprios, que conseguirmos. 

Viajar, para mim é exercitar todos os sentidos - ver, tocar, provar, ouvir, cheirar. Apesar de não o fazer com a frequência que desejaria, resta-me sonhar - e arranjar alternativas à actual escassez de viagens pelo mundo

Hoje viajo até ao Médio Oriente com a uma receita de hummus, que já fiz e refiz por diversas vezes, nos últimos tempos e cá em casa tem sido um sucesso, que veio para ficar. Podemos dizer que é uma receita saudável porque é basicamente uma pasta de grão-de-bico cozido, a que se junta tahini (podem comprar já feito ou fazer em casa), azeite, sumo de limão, sal e alho. É uma receita totalmente vegetariana e eu adoro isso. 

Claro que não vamos começar a comer hummus como uns loucos, mas é bom saber que existem alternativas aos molhos mais pesados e ás pastas cheias de maionese.


HUMMUS

1 lata de grão de bico cozido
Sumo de 1 limão
60 ml de Tahini
Alho picado
Sal a gosto
2 a 3 colher de sopa de água
2 colheres de sopa de azeite
Uma pitada de paprika 
Salsa ou coentros picados (opção)

TAHINI

1 chávena de sementes de sésamo
3 a 4 colheres de sopa de azeite 
Pitada de sal, opcional

Fazer o tahini

Começo por tostar as sementes de sésamo, numa frigideira bem quente, mexendo constantemente até as sementes se tornarem perfumadas e levemente coloridas (não castanhas) - cerca de 3 minutos. Deixo arrefecer.

Uso o meu moedor de café para triturar bem estas sementinhas - fica um género de farinha. Depois no processador de alimentos, junto as sementes trituradas e 3 colheres de sopa de azeite e processo até formar um creme bem liso, sem grãos e mais para o liquido. Se for necessário, junto mais uma colher de azeite. Adiciono sal a gosto e processo mais 5 a 10 segundos para misturar bem.

Uso esta receita para juntar ao hummus e o restante guardo, num frasco, no frigorífico - dura cerca de um mês. Durante este período é normal a mistura se separar, por isso devemos agitar bem o frasco antes de usar.

Fazer o hummus

Junto o num copo alto o tahini com o sumo de limão e processo com a varinha mágica durante cerca de 1 minuto. 
Junto o azeite, o alho picado e uma pitada de sal. Bato com a varinha até ficar bem misturado.
Passo o grão de bico por água e escorro bem. Junto metade do grão, à mistura que está no copo e processo por 1 minuto. Por fim, adiciono o grão remanescente e processo até ficar uma pasta homogénea e densa - mais ou menos 1 a 2 minutos.

Muito provavelmente, o hummus ficará muito grosso ou ainda terá pequenos pedaços de grão-de-bico. Se isso acontecer junto, lentamente 2 a 3 colheres de sopa de água até chegar a consistência perfeita, que para mim é ligeiramente suave, mas com alguma da textura do grão. Ajusto temperos e está pronto!

Sirvo o hummus com um fio de azeite, uma pitada de paprika e salsa ou coentros picados. 
Costumo guardar este hummus caseiro num recipiente hermético no frigorífico e dura cerca de uma semana.

DICAS


  • Para o hummus, prefiro usar o grão em lata, invés do grão de frasco. A textura é mais suave. Também podem comprar avulso seco, demolhar e cozinhar o vosso próprio grão. 
  • Não costumo tirar a pele ao grão, porque acho que a textura fica muito semelhante e não vale a pena o trabalho.
  • Para o hummus prefiro usar a minha varinha mágica. Gosto mais da textura com que o hummus fica, do que se for feito no processador.
  • O hummus é óptimo para dipar, barrar no pão ou como acompanhamento. 
  • O tahini também pode ser usado como tempero para saladas. 



1 comentário: