PALMA DE MAIORCA - UM MERGULHO EM CADA PRAIA


Viagem marcada às 19h de um dia com partida às 5h da manhã no dia seguinte. Wo,wo, wo let's go! Sabe tão bem sair da zona de conforto e arriscar. Foi o que fizemos! Sem tempo para marcar férias com a antecedência necessária, fomos de última hora e passámos uns (belos) dias em Palma de Maiorca. Foi épico e muito melhor do que esperava!

Ficámos numa zona calminha e mais familiar, Palmanova, que apesar de não ser das zonas mais glamorosas de Palma é super ok e tem uma localização óptima, para quem não quer gastar muito, quer relaxar um pouco e explorar a ilha. Fica bem perto do centro da cidade de Palma mas, verdade seja dita que, como o tempo era curto, os passeios pela cidade de Palma ficaram limitados a uma noite. Nestas mini férias, não levei a minha DSLR, porque queria passar mais tempo a ver do que a fotografar, mas mesmo assim, não resisti em tirar algumas fotografias com o telemóvel.*

Palmanova
Palma
Foram ao todo cinco dias, mas como um dia é de ida e volta, não conta. Optámos por reservar dois dias para relax total na praia do hotel e dois dias para ir à descoberta, pela ilha!

A primeira coisa que nos apercebemos é que a ilha é gigante. Tem tanto para ver e tanta diversidade. Entre praias lindas, serras e grutas, esta ilha tem de tudo um pouco. É impossível ver tudo de uma só vez e muito menos em tão pouco tempo. Optámos por conhecer o lado Este da ilha e seguir a rota da Serra Tramuntana. A primeira coisa a fazer foi alugar um carro. Depois, com dois dias livres para explorar e com mapa numa mão e o gps na outra rumámos às descoberta de praias paradisíacas e paisagens de cortar a respiração.


SANTANYÍ

A primeira paragem foi na vila turística de Cala d'Orque faz parte do município de Santanyí, e fica na metade sul da costa leste de Maiorca. Aqui espreitámos duas praias, lindas de morrer. As praias são quase sempre enseadas, com água cristalina e paisagem natural maravilhosa. Apesar do areal minúsculo, vale bem a pena a paragem para um mergulho nas quentes águas cor turquesa.

Cala Grand
Cala Esmeralda
Mirador Es Colomer
POLENÇA

Daqui entrámos na Serra Tramontana e seguimos para o Mirador es Colomer, em Polença. É o miradouro mais famoso  da costa de Maiorca. Está localizado na parte norte da ilha, a cerca de 10 quilómetros de Port de Pollenca, e tem uma vista deslumbrante de Cabo Formentor e do resto da costa norte da ilha. 

FORMENTOR

partir deste ponto,  seguimos o caminho em direção a norte e fomos dar ao primeiro destino programado para esse dia.  Cala Formentor, é a praia com a água mais cristalina e transparente que já vi na vida. Todos nos diziam água era tipo caraíbas e nós ficámos com aquela cara "pois 'tá bem", porque quem já lá esteve sabe como é difícil igualar. Mas correspondia na perfeição, senão melhor. Para mim é a união perfeita entre a praia dos Galapinhos, na serra da Arrábida e a praia Paraíso, no México. Simplesmente perfeito!! 

O cenário é deslumbrante. Floresta de pinheiros e vista para as montanhas, o mar azul-turquesa, com água cristalina e uma praia de areia branca muito fina. O areal é estreito mas estende-se por cerca de 850 metros ao longo da costa e há sempre a opção de alugar uma espreguiçadeira. 

Cala Formentor
TORRENT DE PAREIS

Daqui foi sempre a descer, ao longo da Serra Tramuntana. Meu Deus, que aventura. Digo-vos, esta serra não é para meninos, podem ter a certeza! Muito menos, num fiat panda!! Mas foi É.P.I.C.O.  A estrada serpenteante, até chegar à Cala Torrent de Pareis, é digna de um filme do James Bond. Paisagens deslumbrantes de mar e serra e um medo gigante de mergulhar a qualquer momento num desfiladeiro sem fim. Demorámos cerca de uma hora para descer e mais outra hora para subir. Não sabia se apreciava a paisagem, se me agarrava ao assento do carro, ou se tirava fotografias. Adrenalina ao máximo!

Vimos a praia de Torrent de Pareis numa fotografia e metemos na cabeça que tínhamos que lá ir dar um mergulho. Chegámos da parte da tarde, valeu bem a pena o percurso atribulado porque é linda, mas não deu para o tal mergulho porque as rochas já faziam sombra na praia. É ideal para ir de manhã, bem cedo, ficar todo o dia e fazer um piquenine. Não há grande oferta de restaurantes ou cafés nas redondezas e na praia em si, não há mesmo nada. Perfeito, perfeito, será ir de barco!

Cala de Torrent de Pareis
Port Soller
PORT SOLLER

Acabámos o dia em Port Soller, a ver o por-do-sol e a curtir a pequena vila situada numa baía, na costa oeste de Maiorca. Rodeada pelas montanhas da Serra Tramuntana, Port Soller tem o melhor dos dois mundos - uma paisagem magnífica de montanha e uma vista para o mar brutal.

A atracção turística é o eléctrico vintage que percorre 5km, até à cidade de Soller. Como Lisboetas, optámos por não seguir no eléctrico, porque não é propriamente novidade para nós e o tempo escasseava. Preferimos ficar pelo porto e andar um pouco pelo paredão ao longo da praia, onde encontramos vários cafés, restaurantes típicos e também algumas lojas. Daqui tínhamos planeado ainda passar pela vila de Deià e por Valdemossa, mas o tempo já não nos permitiu. Fica para a próxima!

S'AMARADOR

No dia seguinte, escolhemos uma rota mais descontraída, mas igualmente de cortar a respiração.
A primeira paragem foi na Cala S'Amarador que fica situada no Parque Natural Mondrago, na costa sudeste de Maiorca e é uma das duas praias do parque. É uma praia virgem e bem preservada, rodeada por pinheiros e oferece uma vista magnífica sobre o mar. A praia tem areia fina e branca e a água do mar é azul claro e muito cristalina. Depois de comparada com mais de 3000 praias na Europa Ocidental, esta praia foi escolhida como Melhor Praia da Europa, em 2008 pelo site onbeach. Foi um mergulho, ESPETACULAR! 

Mesmo ao lado está a Cala Mondrago que pode ser alcançada a pé, a partir da praia, andando uns 400 metros ao longo da costa. Infelizmente, não sabíamos e demos a volta toda ao parque de carro, o que nos fez perder uma boa hora. Sem comentários...

Cala S'Amarador
Cala Portals Vells
PORTALS VELLS

Fechámos o roteiro com a Cala Portals Vells. Fica situada no sudoeste de Maiorca e é uma enseada rodeada por muita vegetação. Fica a cerca de 20 km de Palma. No Verão, é uma praia muito frequentada pelos locais e ao domingo fazer praia aqui é para esquecer. Mesmo assim, vale a pena o mergulho e uma caminhada pelas rochas é obrigatória. A partir da praia principal, caminhando ao longo das falésias até à enseada de la Mare de Deu, onde existe uma capela construída na rocha, por pescadorespara agradecer as boas chegadas a terra. Seguindo o trilho vão dar a outras pequenas baías, onde há também várias cavernas para explorar.

Agora é começar a pensar no próximo destino!!!


* todas as fotografias foram tiradas com iphone5s

2 comentários:

  1. Que imagens espectaculares! A natureza envolvente é incrível. Adorei conhecer este recanto :)

    ResponderEliminar