MÁSCARAS DE TECIDO - GARNIER HYDRA BOMB


O interesse crescente, do ocidente, na cosmética asiática, trouxe-nos algumas adaptações de produtos de beleza, que actualmente são uma tendência, como as bases em almofada ou as máscaras em tecido.

Na Ásia, estas máscaras de tecido, fazem parte integral da rotina diária de cuidados de pele. É frequente o uso destas sheet masks ​​2-3 vezes por semana, se não até mesmo diariamente! Aconselho, este documentário a quem se interessa sobre este tema. 


Tenho alguma curiosidade em relação à cosmética asiática e já tinha usado as máscaras em tecido, ou sheet masks, da Tony Moly e gostei bastante. 

Descobri à algum tempo que a Garnier lançou uma linha de máscaras deste género, parte da linha de pele SkinActive Hydra Bomb e quis experimentar. Existem três versões desta máscara de tecido, uma para pele desidratada, outra para a pele seca e sensível e outra para a pele normal e mista. 

A MARCA

A máscara de tecido SkinActive Hydra Bomb da Garnier é apresentada, pela marca, como uma máscara profundamente hidratante e refrescante com romãs e ácido hialurônico. A marca diz que é tão eficaz quanto uma semana de cuidados de pele e que torna a pele macia, fresca, iluminada e hidratada depois do uso. Afirma também que reduz a aparência de linhas finas
A descrição diz ainda as máscaras de tecido SkinActive Hydra Bomb são inspiradas na Ásia e cada saqueta, contém uma única sheet mask.

EU

Como qualquer outra máscara de tecido tem que se desdobrar a folha de algodão embebido, depois de tirar da saqueta. Encontramos uma camada dupla: a folha de algodão e uma folha de plástico azul . Retiramos a folha de plástico azul, colocamos o lado de algodão no rosto e tentamos encaixar os orifícios no nariz e boca (no meu rosto não encaixou muito bem, mas no problem).

A folha de algodão é grossa e fortemente embebida em sérum hidratante, mas não escorreEu achei que tem produto suficiente para a manter no rosto por mais tempo do que os recomendados 15 minutos. É hidratante e refrescante, tal como indica. Como todas as máscaras de tecido deve estar bem fresca antes de usar (no verão, colocá-la no frigorífico, antes de usar, não será má ideia). 

Depois de remover a máscara, massajei o restante sérum na minha pele, até absorver e continuei com minha rotina de skincare. Usei a máscara à noite, antes da rotina nocturna normal. Não me maquilhei a seguir, por isso não sei, como reage aplicando maquilhagem. Achei que a máscara dá um impulso na hidratação e flexibilidade à pele, mas, calma, não é bem como uma semana de cuidados da pele, vá! 

No geral, o que mais gostei na máscara foi da folha de algodão ser densa e bem embebida em produto e também de conter ingredientes como hamamélis e principalmente o ácido hialurônicoPara esta review usei a Máscara  SkinActive Hydra Bomb Hidratante e Revitalizante, para peles desidratas (saqueta azul) e a rosa guardei para quando sentir a minha pele mais seca. 

Comprei, ambas, no site espanhol Primor - ficam relativamente mais em conta do que em Portugal. Mesmo assim, achei que o preço é um contra neste produto, porque como o efeito final é temporário e cada embalagem só traz uma máscara, o que acaba por ser um ponto desmotivador para voltar a comprar.

Se voltaria a comprar? Talvez, sim, mais que não seja, porque são óptimas para levar de viagem e perfeitas para usar antes daquele evento em que queremos estar flawless!


Já experimentaram este género de máscaras? O que acharam?



1 comentário:

  1. Aqui no Brasil ainda não foi lançado, mas comprei duas unidades quando estive semana passada em Berlin. Testei uma ontem e gostei muito do resultado. Me arrependo de não ter comprado mais do produto. :(
    Agora aguardo o lançamento e com a certeza que o valor vai ser muito maior que eu paguei em Berlin (1,95 euros).

    ResponderEliminar