RACLETTE PARTY


Normalmente, quando falo sobre o jantar anual de raclette, que costumamos fazer na passagem de ano, noto que algumas pessoas não sabem bem o que é. Isto não pode ser, amigos, porque raclette é das melhores coisas que há!

Bem, não é para quem está de dieta, isso é certo, porque é realmente uma bomba calórica. Por esse motivo, só fazemos uma vez no ano inteiro, mas vale tanto a pena a espera!

Para quem não está familiarizado, raclette é um queijo com aroma forte e semi-durofeito à base de leite de vaca, originário da Suíça. Semelhante ao fondue, é um evento social de inverno muito popular nas áreas alpinas da Europa. Consiste em derreter fatias de queijo em bandejas individuais dentro de uma grelha especial - deitando depois o queijo derretido, no prato, sobre batatas, pickles, carnes e vegetais. Nada é obrigatório e cada um faz as suas combinações. Tudo vai bem com queijo, certo?

Tábua de madeira Gradirripas

INGREDIENTES BASE PARA FAZER RACLETTE

1- Raclette e acessórios - temos uma pequena, que trouxemos da Suiça, e que dá para duas pessoas e outra maior com seis bandejas individuais para cada um derreter a sua  fatia de queijo. A parte superior pode ser usada para grelhar os ingredientes crus. Existe a versão com grelha e a versão com pedra no topo.

2- Variedade de queijos semi duros: raclette (simples ou pimenta), gruyère, gouda, cheddar ( os queijos brie e o camembert, apesar de serem mais moles também funcionam na perfeição).

3- Carnes fumadas: presunto, salami, bacon, pancetta, linguiça, fuet e outros enchidos.

4- Vegetais: batata cozida, espargos, cogumelos, pimentos, tomates, pickes.

5- Frutas: uvas, kiwi, ananás, figos.

6- Temperos como sal e pimenta para cada um temperar a gosto e alguns molhos como mostarda com grãos ou maionese de iogurte, por exemplo.

Também gostamos de juntar uma cesta de vários pães, tipo baguette, fatiados.  
Não tenham medo do cheiro (mesmo muito) intenso do queijo raclette. Quando derretido o forte aroma do queijo acalma e o sabor doce e salgado, com um ligeiro toque a frutos secos, intensifica-se.


Depois vem a parte divertida. Deita o queijo raclette derretido sobre o que estiver no prato e saboreia!  As bandejas são anti-aderentes, e o queijo desliza facilmente. Às vezes - depois de um ou dois copos de vinho e muita conversa, esquecemos-nos do queijo, que a fica a borbulhar e cozinha demais. É por isso que vêm incluídos acessórios individuais (os de madeira das fotos compramos na Ikea, porque nunca são demais) para raspar todo o queijo fora da bandeja - perfeito. 

Não é que seja expert em raclettes, mas adoro! Principalmente, porque promove um convívio engraçado à mesa, podemos dar largas à imaginação com os ingredientes e porque cozinhamos tudo na hora. Digam-me, já conheciam o conceito de raclette?  Ou esta é a primeira vez que ouvem falar? 



Sem comentários:

Enviar um comentário