BELIEVE IN PURE BLOGGING


Pergunto-me muitas vezes se a prática de escrever num blog puramente por prazer se tornou uma arte perdida.
Vejo alguns blogs, em que a arte é simplesmente vender, porque acabam por ser uma montra de produtos onde, sinceramente, todas as letras parecem agradar patrocinadores.

Ontem li este post no blog Styland, onde a Helena fala da importância de sermos singulares no meio de todos os blogues que existem actualmente. Não podia estar mais de acordo.

Tenho este post a marinar nos rascunhos do blog, há algum tempo. Sempre achei que não deveria de ser a única pessoa que apoiava a singularidade dos blogs, o fazer a diferença. Mas, talvez não me sentisse segura em partilhar, até ler o post da Helena.

Tudo tem a sua conta, peso e medida. Todos sabemos que ganhar a vida como blogger não é fácil do ponto de vista financeiro, por isso não também não sou extremista mas acho que este género de blogs simplesmente não transmitem aquela honestidade que procuro. Até leio alguns blogs deste tipo, não tenho nada contra eles e na verdade eles entretêm-me, mas no fundo não me dizem nada (basta escolher um ou dois, porque na verdade o conteúdo é quase sempre idêntico).
É uma escolha... Na verdade, a construção da identidade como blogger, vem das escolhas que fazemos. Não significa que não existam parcerias, mas faz sentido que elas sejam um reflexo do caminho que escolhemos para o nosso blog.

O que eu me pergunto é se é possível escrever neste género de blogs com amor e sentimento. Talvez seja uma conversa um pouco piegas, mas a verdade é que  o conceito de blog me parece algo deturpado hoje em dia. Se há uns anos ser blogger era algo considerado completamente fora do mainstream, hoje em dia transformou-se num conceito mundano e usado (e abusado) pelas marcas para se fazerem valer de forma mais ou menos gratuita. Transformou-se de certeza numa forma nova de fazer publicidade. Com o evoluir dos tempos, vem a adaptação e isso é uma realidade que pode ter as suas vantagens, mas talvez a essência do verdadeiro blogger se esteja a perder.

Felizmente, ainda existem outros bloggers que mantêm a "pureza" e cheios de orgulho e vida dizem/escrevem o que querem e em relação a patrocínios (e/ou clientes), não usam ou tem a medida (mínima) q.b. São esses “puristas” que me fazem continuar. Eles continuam a surpreender-me com os seus textos, imagens e ideias originais.

É nestes bloggers que reencontro o prazer de ler um blog, a novidade o humor e a boa disposição.

São eles que me incentivam a continuar avançar com o meu blog. Procurar novas formas de blogar, aperfeiçoar conhecimentos e investir cada vez mais neste espaço tornando-o sempre mais interessante, honesto e cheio de paixão. 

O que acham desta ideia de blogs "puristas"?
Pensem nisto e bom fim de semana !




2 comentários:

INSTAGRAM